27 janeiro, 2008

porque sim...


Ultrapassei: a dor de anos e anos; as lágrimas do crescimento; os medos de tudo; a apatia; a incompetência; a falta de cumplicidade; o descrédito; a perseguição; o vazio; os fantasmas.
Aprendi: tudo de novo; a aceitar que não posso mudar tudo; a não ter medo; a sorrir; a sentir-me; a gostar-me; a crescer.
Sou: mais só, mas muito mais feliz.

Há decisões que são um "tudo ou nada". São dolorosas, deixam marcas profundas. As dúvidas persistem. Será que foi o melhor? A resposta aparece anos mais tarde, quando nos olhamos ao espelho da alma e são nítidos o crescimento, a força e a maturidade alcançados. Por outro lado estou muito mais só. Mas ainda bem que assim é, os medíocres e os medianos seguiram caminhos bastante diferentes e distantes do meu. Ficaram os bons! Felizmente.

2 comentários:

Anónimo disse...

Estás mais feliz porque tens vindo a descobrir uma pessoa maravilhosa que nunca te abandona, que é lúcida, que tem força, descernimento até nos momentos mais impensáveis de acontecer, porque não desiste de sonhar e de apostar infinitamente naquilo em que acredita. Só tens de estimá-la um pouco mais, dar-lhe mais miminho, colinho e, sempre que necessário, puxar-lhe a orelha. Eu sou testemunha do quanto essa pessoa é essencial na tua vida. Essa pessoa es TU.

Beijufas
da Companhia do Chá

dani disse...

minha querida companhia: ao ler o teu comentário perguntei-me quem seria a pessoa de que falavas. agora percebi... sendo assim tão importante, tenho mesmo que estimá-la muito...

obrigada!!!

dani

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...