27 janeiro, 2008

porque sim (o correcto)

Ficou um gostinho amargo devido ao post anterior. Tento sempre ver a vida numa perspectiva positiva e assim sendo, o post deveria ser:

Ultrapassei: os obstáculos (fizeram-me crescer).

Aprendi: que a vida é para ser vivida, que a coragem torna tudo possível, que um sorriso sincero pode mover montanhas, a ver o bom de cada dia...

Sou: muito mais feliz!

Melhor assim, bem melhor...

2 comentários:

Anónimo disse...

STalvez um e outro sejam os correctos. O primeiro porque mostra a verdade dos sentimentos. A dor, a desilusão geram sentimentos que têm nome. Aceitá-los é uma forma de aprender a arrumá-los. Sem mágoas, sem ressentimentos, com perdão e sobretudo em paz. Nada acontece por acaso. E nem tudo o que acontece veio para ficar. Seja mau ou bom. Não de forma imutável.
Aceitar a realidade potencia o bom e minimiza o mal. Guardar o que é mau, dar-lhe outra natureza é apenas fazer com que não nos desliguemos dele. E só se consegue momentos felizes com o desprendimento. Sejam coisas, sentimentos ou pessoas. Até mesmo aquelas que mais amamos. Pois o apego não nos deixa sentir em plenitude. E amar tem de ser em pleno. Nem que comecemos por nos amar a nós mesmos. Aí reside o caminho mais curto, mais sublime, mais recompensador, mais eterno de aprender a amar. Tudo e todos. Poque de uma forma ou de outra vamos encontrar o amor que lançamos no universo. E quanto mais for maior será a probabilidade de o encontrarmos. Por isso as pessoas felizes são as que mais amam. Perguntem a um infeliz que ama se é infeliz? São felizes até nos momentos de interregno da felicidade.
Um beijo grande
da Companhia do Chá

dani disse...

sempre a tão desejada felicidade... espero que tenhamos a clareza de espírito para aceitar o que se propõe a dar-nos momentos felizes, sem tomarmos o caminho mais fácil nem o mais cómodos. às vezes, no final dum caminho turtuoso espera-nos um sentimento bom que nos dá alento na procura da felicidade.

beijocas

dani

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...